quinta-feira, 30 de julho de 2009

LP Relics - Pink Floyd


O Pink Floyd caracterizou-se por lançar discos conceituais, sempre com uma corelação entre as músicas de cada disco, criando uma unidade que parecia ser dificil de dissociá-las, portanto não se poderia imaginar um disco com músicas pinçadas de vários LPs.

"Relics" primeira coletânea do grupo, meio que quebrou este estigma mostrando que a música feita pelo PF poderia ser admirada de uma maneira em que as músicas se tornassem independentes uma das outras.


"Relics" é notável em vários aspectos, pois pela primeira vez, um LP trazia os clássicos "See Emily Play" e "Arnold Layne", que antes só tinha sido lançadas em compacto e são duas músicas que mostram todo o talento do excelente compositor que era Syd Barret, até então o mentor do grupo, mas que infelizmente deixou que a loucura tomasse conta de sua cabeça, quem perdeu foi a música.

Este LP contém canções dos primórdios do Pink Floyd, que já mostravam a capacidade musical que eles iriam atingir nos trabalhos posteriores, "Julia Dream" e "The Nile song" são outros destaques do disco.

Um disco considerado por muitos, apesar de ser uma coletânea, como um dos melhores deste extraordinário grupo.

Ano de lançamento: 1971
Ano de aquisição: 1974

Nota: Comprei este disco principalmente por causa da música "Arnold Layne" que considero uma das melhores do grupo, escutava-a na rádio Tamandaré AM, aqui em Recife e nunca encontrava nos discos do Pink Floyd, até que o vendedor que já citei aqui anteriormente da loja "A Modinha" conseguiu este LP pra mim com o representante da gravadora, foi um achado, bastante comemorado na época, hoje este LP se tornou raro principalmente pela capa, pois já foi relançado outras vezes com uma capa diferente.
Sinais das mudanças de tempo: escutar uma música do Pink Floyd na programação normal de uma rádio é coisa que hoje não se consegue mais.
Comprar um LP por causa de uma música que não se conseguia achar em lugar nenhum é impensável nos dias de hoje, basta apenas um clique no teclado do computador e alguns segundos depois a música estará a sua disposição. Sinais dos tempos modernos.

5 comentários:

  1. Capa raríssima, sem dúvida. Nunca tinha visto. O meu Relics foi o álbum duplo Echoes, no qual descobri a maravilhosa Emily Plays e a citada Arnold Lane. O Pink Floyd de Syd Barret era outra banda, embora eu curta as duas fases (menos o último disco com o Roger Daltrey, que não me vem à mente o nome,e que eu acho um horror).

    ResponderExcluir
  2. Aí Luís, assim como você, também curto as duas fases do Pink, apesar de achar que se o restante do grupo tivesse entendido o Syd Barret, teria saído coisas maravilhosas, afinal os loucos tem muito a nos ensinar, nós é que não conseguimos entender.
    Roger Daltrey com o Pink Floyd? tô sabendo agora, fiquei curioso, vou pesquisar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. I recently came accross your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I dont know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.


    Susan

    http://disturbialyrics.net

    ResponderExcluir
  4. I recently came accross your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I dont know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.


    Susan

    http://disturbialyrics.net

    ResponderExcluir
  5. Marcinha....Eu tenho esse disco...se alguém se interessar...

    ResponderExcluir